Vereador de Teresina apresenta proposta de auxílio de R$ 500,00

Cada família beneficiária deve receber a quantia de R$ 500 por mês, enquanto durar o período de calamidade pública

25 de março de 2021, às 16:45 | Tarcio Cruz

Por conta do isolamento social devido à pandemia do novo coronavírus, uma grande parcela da população está sentindo os impactos na renda familiar. 

Diante deste cenário, o vereador Evandro Hidd (PDT) apresentou Indicativo de Lei ao poder executivo, sugerindo a criação de um auxílio alimentação às famílias em situação de vulnerabilidade social.

Cada família beneficiária deve receber a quantia de R$ 500 por mês, enquanto durar o período de calamidade pública.

De acordo com o texto, teriam acesso ao benefício as pessoas que atendam a alguns requisitos, como: não ter vínculo de emprego formal ativo; não estar ligado a nenhum regime de previdência social; possuir renda familiar de até 1/3 do salário mínimo e estar cadastrado no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de sua região.

Outra forma de contribuir para reduzir os impactos negativos da pandemia no cenário econômico da cidade, o vereador apresentou mais um indicativo de Lei propondo a conversão do valor das multas aplicadas por infração aos Decretos Municipais editados para a situação da COVID-19 em doações de cestas básicas.

Para Evandro Hidd, ambos os indicativos vêm em momento necessário para fortalecer as medidas de enfrentamento à COVID-19, amparando às pessoas que estão mais vulneráveis. 

“Apresentamos dois Indicativos de Leis para serem encaminhados à apreciação do executivo municipal, que incluem aquelas famílias mais humildes num hall de atendimento e suporte pela Prefeitura de Teresina”, explica o parlamentar

Vereador Evandro Hidd