Enfrentando sua pior crise, PSDB deve mudar de comando no Piauí

O vereador Edson Melo confirmou que em maio o partido muda a direção em Teresina e apontou o delegado Samuel Silveira como favorito

18 de março de 2021, às 17:30 | Tarcio Cruz

Em uma grave crise interna após o fraco desempenho, tanto âmbito nacional como no diretório estadual, o PSDB deve passar por mudanças no Piauí. Ainda sem definição sobre quem assume o lugar do atual presidente Luciano Nunes no diretório estadual, o partido projeta a posse do ex-vereador Samuel Silveira no comando em Teresina. 

De olho em 2022, a legenda trabalha para não perder ainda mais espaços e ver suas principais lideranças, Marden Menezes e Firmino Filho, mudando para o PROGRESSISTAS.

Presidente do partido em Teresina, o vereador Edson Melo comentou as críticas recentes feitas pelo deputado Marden Menezes que afirmou que “O PSDB estaria mais parecido com o PT”. Edson ainda avaliou as possíveis saídas de Firmino Filho e Marden Menezes.

“O PSDB a gente tem que convir que não foi bem nas últimas eleições a nível de estado do Piauí, o PSDB teve um desempenho razoável, fez a maior bancada em Teresina, mas o que a gente observa dos parlamentares é que estão procurando siglas que possibilitem uma eleição com certa tranquilidade. Isso é natural, vejo com tranquilidade, até o ex-prefeito Firmino deve procurar uma forma de sobrevivência política de cada um”, disse o vereador.  

Edson ainda confirmou que em maio o partido muda sua direção em Teresina e apontou o delegado Samuel Silveira como o favorito para ocupar a vaga.

“É natural que haja uma substituição esperamos conduzir isso com muito diálogo entre o presidente da direção regional, nosso ex-deputado Luciano Nunes e o ex-prefeito Firmino Filho. Esperamos que o ex-vereador Samuel Silveira nos substitua no diretório municipal até por que o ex-vereador Samuel tem uma grande experiência e uma identificação com o partido, acho ele um bom nome para tocar o partido”, finalizou o vereador.

VEJA O VÍDEO DO VEREADOR EDSON MELO