Piauí recebe reforço de helicópteros para prender ladrões de banco

No último dia 14 um suspeito foi morto pela polícia após uma troca de tiros na mata. Outros seis homens conseguiram fugir

17 de outubro de 2020, às 12:00 | Ravi Marques

Já chegaram ao Piauí dois helicópteros que pertencem as polícias do Ceará e do Maranhão. As aeronaves foram solicitadas aos governos dos dois estados pelo Secretário de Segurança Pública do Piauí, Coronel Rubens Pereira. O foco é localizar e prender seis assaltantes que explodiram o Banco do Brasil da cidade de Miguel Alves na madrugada do último domingo, dia 04 de outubro. Segundo a secretaria, os criminosos estão cercado em uma área de mata entre União e Miguel Alves.

No último dia 14 um suspeito morto pela polícia após uma troca de tiros na mata. Outros seis homens conseguiram fugir. A Secretaria de Segurança informou que parte do dinheiro furtado do banco foi recuperado e um fuzil apreendido. O material estava no matagal entre União e Miguel Alves.

No dia do ataque a agência bancária os bandidos chegaram na cidade e renderam pelo menos sete pessoas que estavam em um bar próximo ao banco e foram mantidas reféns. A explosão deixou a agência complemente destruída. Na fuga os criminosos levaram os reféns, liberando eles na saída da cidade. Horas depois a polícia encontrou dois carros usado pelos bandidos completamente queimados.

Aeronaves para reforçar o trabalho da polícia