Núcleo de feminicídio começa a investigar sumiço de jovem no Piauí

A delegada Luana Alves passou quatro dias na cidade fazendo um levantamento de informações e realizando diligências

26 de fevereiro de 2021, às 09:00 | Editoria de Polícia

Já se passaram 60 dias do desaparecimento de Renata Pereira da Costa, de 29 anos, de Nazaré do Piauí.

Além do delegado de Floriano, Bruno Ursulino, a delegada Luana Alves, coordenadora do Núcleo de Feminicídio, foi designada para ajudar na elucidação do caso.

Segundo o delegado-geral, Luccy Keiko, mesmo não havendo comprovação da existência de crime é preciso desvendar o aconteceu com Renata  Pereira. Ele disse que todas as ferramentas necessárias estão sendo utilizadas para a elucidação do caso.

A delegada Luana Alves passou quatro dias na cidade levantando informações e realizando diligências para auxiliar o delegado Bruno Ursulino a resolver o enigma.

Renata Pereira da Costa, que foi vista pela última vez no dia 28 de dezembro quando teve contato com a filha por telefone dizendo que estava vindo para a cidade de Floriano fazer compras.

Renata Pereira da Costa