Membros de facções criminosas são alvos de operação policial no PI

As prisões ocorreram nas cidades de Teresina, Campo Maior, Floriano, São João do Piauí, Natal (RN) e Timon (MA)

16 de outubro de 2020, às 12:00 | Ravi Marques

A Polícia Civil do Piauí deflagrou nas primeiras horas desta sexta-feira (16/10) a Operação Contraordem, visando prender pessoas nas cidades de Teresina, Floriano, Campo Maior, São João do Piauí e Mossoró-RN. 

No total foram expedidos 29 mandados de prisão preventiva pela central de inquéritos de Teresina em decorrência dos crimes de organização criminosa, tráfico de drogas e homicídio. 

Dentre os mandados expedidos se visou pessoas já inseridas no sistema prisional que emitiam ordens para cometimento de crimes, pessoas que estavam em liberdade e foram presas pela prática de crimes ocorridos durante as investigações e pessoas que executavam ordens oriundas de pessoas presas.

Entre os crimes apurados se destaca a decapitação de duas pessoas ocorridas neste ano na zona norte de Teresina. Os indícios são de que essas pessoas são integrantes de facções criminosas.

A ação é coordenada através do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO) e Diretoria de Inteligência da SSP, no âmbito de inquérito policial presido pelo Delegado Júlio Castro em parceria com o Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoas e apoio operacional da Polinter, Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes, 3° Distrito de Teresina, 8° Distrito de Teresina e 22° Distrito de Teresina.

Foram presas 23 pessoas e apreendidas cinco armas até o momento. As prisões ocorreram nas cidades de Teresina, Campo Maior, Floriano e São João do Piauí. Também foram realizadas prisões em Natal (RN) e na cidade de Timon (MA).

Operação Contraordem