Marcado julgamento de Djalma Filho pela morte de Donizetti Adalto

Segundo o juiz, foram realizadas as diligências no sentido de localizar exames periciais e laudos solicitados pela defesa do acusado

27 de setembro de 2021, às 16:40 | Editoria de Polícia

O julgamento vai ocorrer no próximo dia 25 de outubro, a partir das 08h30, na 1ª Vara do Tribunal Popular do Júri, quem tem como titular o juiz Antônio Reis de Jesus Nolleto.

O advogado e ex-vereador Djalma Filho será julgado pelo morte do Donizetti Adalto. Segundo a denúncia, ele é acusado de ser o mandante do assassinato do jornalista que ocorreu em 19 de setembro de 1998.

O Ministério Público, baseado no inquérito produzido pelo 2º Distrito Policial, afirma que a vítima foi morta numa emboscada, sem chance de defesa, atingido por vários tiros a queima roupa e, agonizando, foi torturado, causando traumatismo nas unidades dentárias. Na pronúncia consta homicídio triplamente qualificado, por motivo fútil, meio cruel e a emboscada. 

A decisão, proferida no dia 14 de setembro, afirma que o processo está pronto para julgamento, baseado no conjunto de provas, sem violar o princípio da ampla defesa.

Para o juiz, foram realizadas todas as diligências necessárias no sentido de localizar exames periciais e demais laudos solicitados pela defesa de Djalma Filho deixando tudo anexado aos autos.

Advogado Djalma Filho


PASSANDO A RÉGUA

Coluna Passando a Régua

REDES SOCIAIS