MENU mobile

"PT aceita comparar ações de Wellington e Firmino", diz Assis

O PT, segundo ele, se prepara para as eleições e a meta é fechar o ano com até 60 prefeitos eleitos no Estado

Reportagem de Wesslley Sales

O Partido dos Trabalhadores parece aceitar o desafio do Prefeito Firmino Filho e já fala em comparar suas ações em Teresina com a administração tucana. 

Pelo menos é o que diz o Presidente Regional do partido, Deputado Federal Assis Carvalho. 

Citando várias obras na capital piauiense disse que o ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso “não colocou uma moeda” em obras na cidade. 

O PT, segundo ele, se prepara para as eleições e a meta é fechar o ano com até 60 prefeitos eleitos no Estado.

Nós tínhamos a previsão inicial de chegar a 80 candidatos, mas recebi o relatório e me surpreendi, são 97 municípios com pré-candidatos.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - O PT dá início a uma série de encontros neste final de semana. Qual o objetivo?

ASSIS CARVALHO - Nesta sexta tivemos nossa primeira reunião da Executiva Estadual e no sábado acontece o planejamento do partido para 2020. Também entra em pauta as comemorações pelos 40 anos do PT no dia 10 de fevereiro, além da análise de conjuntura nacional, regional e local. Também vamos planejar as eleições de 2020. Nós tínhamos a previsão inicial de chegar a 80 candidatos, mas recebi o relatório e me surpreendi, são 97 municípios com pré-candidatos. Sabemos que talvez nem todos sejam candidatos, por isso vamos dialogar. Tem municípios que talvez tenhamos de abrir mão em prol de alguma composição. Mas, pela musculatura do PT devemos disputar em mais de 100 municípios, o que não é pouca coisa. O PT passou por momento difícil em 2016 e perdeu força em todo o país. No Piauí saímos de 21 eleitos em 2012 para 38 prefeituras. Hoje temos 36 porque saíram dois prefeitos. Mantendo este desempenho em 2020 acreditamos que ultrapassará 50 municípios, podendo chegar a 60. Essa é nossa meta. Não queremos usar a máquina do Governo para inchar o partido colocando lideranças. Não é nossa política, como outros partidos fazem.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - Mas, o PT no Piauí teve prefeitos presos, prefeita com pedido de prisão. Como conduzir esses problemas em ano eleitoral?

ASSIS CARVALHO - Um partido do tamanho do PT não ter problema seria um absurdo. O que acho interessante é que quando acontece um caso no PT tende a se estender para todo o partido e não à pessoa. Quando é em outro partido é só a pessoa, ninguém nem fala o nome do partido. Isso é um processo ideológico. Se tem irregularidade cometida por alguém do partido ele tem que responder por isso, agimos com toda transparência. Também não podemos jogar pedras em nomes citados pelo Ministério Público e que depois são até inocentados, ou seja, criminaliza antecipadamente. Temos que ter a clareza sobre a ampla defesa. Defendo isso para todos, inclusive para meus adversários. Ás vezes se faz política, lamentavelmente, com alguns setores do judiciário, como aconteceu com o ex-presidente Lula, onde tentam criminalizar um inocente. Se condenados serão expulsos do partido, o que não defendo é que isso aconteça antes de transitar em julgado.

Se o Fábio Novo não incomodasse tanto, não estaria tão citado pelo Prefeito Firmino e pelo PSDB.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - Em Teresina teria o PT candidatura laranja, isso dito pelo prefeito Firmino. Qual principal estratégia para eleger Fábio Novo?

ASSIS CARVALHO - Se o Fábio Novo não incomodasse tanto, não estaria tão citado pelo Prefeito Firmino e pelo PSDB. Tanto que não andam citando outros pré-candidatos de outros partidos. Os dados qualitativos que eles estão recebendo mostram que o PT é competitivo em Teresina, onde sempre foi bem votado. Diante do legado que nós temos, quando esse debate for às ruas e fizermos o comparativo a sociedade verá o tamanho do PT na capital. Vocês lembram o que era o HUT antes do PT? Era uma moradia de ciganos. Foi o PT que concluiu e entregou à comunidade. Lembram como era o Getúlio Vargas? Dava pena as pessoas em macas pelos corredores e morrendo em uma fila silenciosa, o hospital quase caindo. Hoje o HGV é um hospital resolutivo. Você lembra como era a Avenida Presidente Kenedy antes do PT? Nós duplicamos. Você lembra o que era a Ponte Estaiada antes do PT? Foi o PT que entregou à comunidade só este deputado aqui entregou $ 24 milhões para a Prefeitura de Teresina. São 37 UBS ajudando Teresina, onde algumas nem concluídas foram. Vocês lembram de casas populares antes e depois do PT? Hoje é raro em Teresina não ter casas populares construídas no governo do PT. Inclusive quero agradecer ao Prefeito Firmino Filho, que em um gesto de honestidade quando Dilma estava no pré-golpe e nós almoçamos no Coco Bambu. Ele disse que era contra o impeachment. E ele disse que estava lá para hipotecar apoio à Dilma reconhecendo que Teresina nunca foi tão bem tratada como nos governos do PT. Esse recurso de mobilidade urbana, mais de R$ 600 milhões, onde entra recursos do município e do Estado por conta da integração, foi recurso que a Dilma disponibilizou para Teresina. Se não está sendo bem usado, aí é outra história. Tenho amizade pessoal com ele, nunca escondi isso. Se ele fosse candidato a Prefeito seria muito competitivo. O que está me surpreendendo é porque agora ele quer comparar. Ora aí ele perde a zero. Lembra de uma grande obra do PSDB em Teresina? Essa é a grande diferença. O Shopping da Cidade foi obra deles e quero bater palmas, não posso deixar de reconhecer. É um trabalho que pode destacar na gestão deles. Quando FHC foi presidente nunca botou uma moeda para terminar a Ponte Estaiada e nem o HUT. Tem que ser justo. Se encontra grandes obras de Alberto Silva, como a Frei Serafim. Fora Alberto Silva e o PT o que eles fizeram é muito pouco.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - Mas, a Educação da capital é premiada nacionalmente, além de uma boa gestão em Saúde. Também é possível comparar?

ASSIS CARVALHO - Eles querem falar de saúde. Pega e compara um hospital municipal com um estadual. Onde é a resolução, no Promorar ou no Getúlio Vargas? Pode comparar Educação, Saúde e mobilidade. Ai não dá e ele perde a zero.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - Picos está pacificado com a candidatura do empresário Araujinho? O Padre quer chapa pura indicando Maria Santana de vice. Cabe chapa pura, deixando de lado aliados como o MDB?

ASSIS CARVALHO - Hoje não tem mais discussão sobre o nome. Araujinho é nosso candidato a prefeito de Picos. Me surpreendeu, um excelente nome. A receptividade dele junto aos empresários e até mesmo aos adversários é extraordinária. Não tem mais discussão sobre outro nome. Ele é o nosso candidato. A gestão do Padre Valmir é um orgulho. Ele tem feito um pleito justo, mas faço um apelo porque este debate não pode ser feito agora. Primeiro vamos apresentar o Araujinho à comunidade, fazer o debate e até junho se resolve o vice. Não tem como imaginar uma campanha em Picos sem ter o Padre Valmir ao nosso lado, porque é um grande gestor. Até lá se constrói outros aliados. O papel do Padre Valmir tem que se preocupar agora é que sua excelente gestão seja continuada.

© 2021 . Portal Douglas Cordeiro - Os Bastidores da Notícia. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reeescrito ou redistribuido sem autorização.