Teresina enfrenta o pico da 2ª onda de COVID-19, diz Dr. Gilberto

A fila de pacientes esperando vagas continua na capital piauiense. Atualmente, são 20 aguardando leito clínico e 56 precisando de UTI

03 de abril de 2021, às 08:00 | Cobertura Coronavírus

De acordo com o presidente da FMS (Fundação Municipal de Saúde), Dr. Gilberto Albuquerque, Teresina está vivendo o pico da segunda onda de COVID-19.

A previsão do médico é que os atuais números referentes a mortes, novos casos e taxa de ocupação de leitos devem continuar por três semanas quando começarão a cair em função das medidas restritivas adotadas durante o feriado prolongado.


LEIA TAMBÉM

São Miguel do Tapuio-PI teve recorde de casos de COVID-19 em março

Piauí registra mais 31 mortes pela COVID-19 em 24h; 1.137 casos


A fila de pacientes esperando vagas continua na capital piauiense. Atualmente, são 20 aguardando leito clínico e 56 precisando de UTI. No início da semana, eram 100 pacientes precisando de unidades de terapia intensiva.

Nesta sexta-feira (02/04), Teresina registrou 13 mortes pela COVID-19.

Pico deve durar mais três semanas