Governo do Piauí decreta novo lockdown para evitar colapso da saúde

A decisão foi tomada com base no crescimento no número de casos do novo coronavírus e na ocupação de leitos

22 de fevereiro de 2021, às 13:15 | Cobertura Coronavírus

O novo decreto assinado pelo governador Wellington Dias, decreta um novo lockdown no Piauí.

Atividades econômicas presenciais não-essenciais ficam suspensas de 24 de fevereiro a 07 de março de 2021.

A decisão foi tomada com base no crescimento no número de casos e na ocupação de leitos.

PODERÃO FUNCIONAR

  • Mercearias, Mercadinhos, Mercados, Supermercados, Hipermercados, Padarias;
  • Farmácias, Drogarias, Produtos Sanitários e de Limpeza;
  • Lavanderias;
  • Postos Revendedores de Combustíveis, Distribuidoras de Gás, Oficinas Mecânicas e Borracharias;
  • Lojas de Conveniência e de Produtos Alimentícios, situadas em rodovias, BRs e na zona rural;
  • Hotéis, com atendimento exclusivo dos hóspedes;
  • Distribuidoras (exceto de bebidas alcoólicas) e transportadoras;
  • Serviços de Segurança e Vigilância;
  • Serviços de alimentação preparada e bebidas exclusivamente para sistema de delivery ou drive-thru;
  • Bancos, Serviços Financeiros e Lotéricas;
  • Serviços de Telecomunicação, Processamento de Dados, Call Center e Imprensa;
  • Transportes de Passageiros;
  • Hospitais e Laboratórios;
  • Prestação de Serviços de Atividades Físicas.

NÃO PODERÃO FUNCIONAR

  • Atividades religiosas por meio presencial em igrejas ou templos;
  • Atividades coletivas em parques, praias ou outros espaços acessíveis ao público, que propiciem aglomerações;
  • Atividades de excursões para locais como praias, balneários e pontos turísticos localizados nas respectivas macrorregiões;
  • Realização de festas ou eventos, em ambientes abertos ou fechados, promovidos por entes públicos ou pela iniciativa pública;
  • Atividades que envolvam aglomeração, sejam eventos culturais, sociais, de lazer ou atividades esportivas.

Lockdown serão de 24 de fevereiro a 07 de março de 2021


Coluna Passando a Régua

REDES SOCIAIS