Governadores recorrerão ao STF caso ANVISA não aprove Sputnik V

O imunizante, criado na Rússia, foi comprado pelos estados nordestinos em parceria com o Ministério da Saúde

13 de abril de 2021, às 15:40 | Cobertura Coronavírus

O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias, disse, nesta segunda-feira (12/04), que há expectativa de ter uma decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária sobre a importação da vacina Sputnik V até a próxima sexta-feira (16/04). 

O imunizante foi comprado pelos estados nordestinos em parceria com o Ministério da Saúde. 

“O próprio Ministério da Saúde também fez uma compra de doses dessa vacina”, afirmou.

Segundo o governador, a Sputnik tem boa eficácia na imunização, é usada por 58 países. 

“Queremos essa decisão com base na Lei 124 de 2021, em que o Congresso Nacional determina que vacina já aprovada por agência reguladora de outro país possa ser utilizada em nosso país”, explica Wellington.

Para ele, o Brasil precisa de vacinas. 

“Esperamos a decisão da ANVISA em primeiro lugar e, em caso de não aprovação, iremos recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF)”, afirmou Wellington Dias.

O imunizante foi comprado por estados nordestinos