Motoristas e cobradores decidem manter greve em Teresina

Está marcada para hoje uma nova rodada de negociações no TRT mas os trabalhadores vão apenas comunicar a decisão de continuara greve

15 de março de 2021, às 12:00 | Editoria de Municípios

Após realização de uma assembleia na manhã desta segunda-feira (15/03), os motoristas e cobradores de ônibus decidiram continuar a greve.

Está marcada para hoje uma nova rodada de negociações no TRT (Tribunal Regional do Trabalho) mas os trabalhadores do sistema vão participar apenas do encontro para comunicar a decisão de continuara greve.

Na última sexta-feira, ocorreu no TRT, uma reunião entre as categorias foi apresenta a proposta de retorno imediato dos motoristas e cobradores para o dia 15 de março (segunda-feira); suspensão do movimento grevista por 120 dias; pagamento do salário relativo ao mês de janeiro até o dia 18 de março (quinta-feira) - caso a Prefeitura de Teresina faça o repasse antes da data, o pagamento deve ser feito em 24h. O SETUT concordou com as propostas apresentadas mas o SINTETRO pediu um prazo para analisar.

O impasse entre o SINTETRO (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina) e o SETUT (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina) já passa de um mês.

o SETUT emitiu uma nota.

VEJA A NOTA

O SETUT informa que aceitou a proposta apresentada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) realizada em audiência nesta sexta-feira, dia 12. Dentre as propostas estão o retorno imediato do sistema de transporte para segunda-feira (15), suspensão do movimento por 120 dias, pagamento de salário de janeiro até quinta-feira, dia 18, após o repasse da Prefeitura referente ao acordo firmado com as empresas. Além disso, o mês de fevereiro ficará para discussão no dissídio da greve.

Diante da proposição do TRT, o SINTETRO ficou de analisar o que foi decidido e dará sua resposta na segunda-feira após audiência com os trabalhadores.

Greve dura mais de mês