Motoristas e cobradores continuam parados e Teresina sem ônibus

Em reunião na segunda- feira (25/01) entre a Prefeitura, empresários e trabalhadores, foi prometido pela Prefeitura liberar R$ 600 mil

26 de janeiro de 2021, às 10:00 | Editoria de Municípios

Pelo segundo dia, motoristas, cobradores e demais funcionários do transporte público de Teresina, nesta terça-feira (26/01), decidiram em mantém paralisação por tempo indeterminado. 

Em reunião na segunda- feira (25/01) entre a Prefeitura, empresários e trabalhadores, foi  prometido pela Prefeitura liberar R$ 600 mil referente ao pagamento de uma parte do ticket alimentação que ainda não foi repassado pelos empresários. Em assembleia categoria decidiu continuar a paralisação.

"Nossa situação é dramática, queremos trabalhar, mas sem receber o salário integral não tem condições, nós estamos recebendo metade de um salário mínimo. Como se vive assim? O depósito do ticket não resolve o problema, pois será menos de R$ 200 por trabalhador. A paralisação continua, o empresário precisa pagar o que nos deve", disse Carvalho, cobrador da EMTRACOL.

Trabalhadores decidem manter a paralisação / FOTO: Alexandre Ferreira

VEJA, IMPORTANTE PARA VOCÊ

Dr. Pessoa garante tíquete e plano de saúde do transporte público